Primeiros 3 meses em Brasília

Nosso relato

A quente e querida Brasília, ou como as vezes a chamamos: Brasóóólia!

videos bsb 069

Muitas pessoas estão com a curiosidade de o por que passamos um tempo em Brasília, e a resposta é simples: oportunidade de trabalho!

Nós vamos ser sinceros, e repassar tudo que vivenciamos e sentimos nestes 3 primeiros meses em BSB.

Sim, o que todos nos falavam é verdade, é totalmente diferente de Curitiba. Aqui a umidade é muito baixa, e nós chegamos justamente no inverno que é a época da seca. Sentimos que beber apenas dois litros de água por dia é pouco. Como aqui é calor o ano todo, suamos mais, o nosso couro cabeludo está mais oleoso, em contrapartida, por estarmos na época da seca a Débora sentiu que a pele dela não está tão oleosa quanto em Curitiba.

Ficamos aqui por 1 mês e meio sem ver um pingo de chuva. Até que um dia que estávamos assistindo TV, ouvimos um barulhão lá fora.  A Débora perguntou

  • É um trovão?

O Luiz baixou o volume da TV e ficamos em silêncio… De repente mais um estrondo. Fomos correndo lá fora ver se era verdade, vimos chuva pela primeira vez! Foi quase um milagre, pois para dois Curitibanos que estão acostumados com chuva quase todos os dias, ficar 45 dias sem ver uma nuvem no céu é muito estranho.

O que adoramos em Brasília? Aqui tem muita coisa para fazer, principalmente para os aventureiros.

Conhecemos boa parte dos pontos turísticos. Achamos a arquitetura e a estrutura da cidade muito legal. Achamos mais organizada que Curitiba, aqui os endereços são por quadras – Setor – Blocos, que seguem uma sequência, é muito mais fácil se localizar do que por nomes de ruas, mas fica um pouco complicado na hora de colocar no GPS.

20150904_213606 1

20150808_111301

20150703_180508

20150927_181354

Pelo fato de ser uma cidade que fica no cerrado, algumas pessoas podem pensar que não há turismo de aventura e contato com a natureza, até nós não tínhamos a idéia de quanta vida há aqui. Há muitas cachoeiras em torno da cidade, por enquanto nós só conhecemos a Boicaina do Farias, que fica na Chapada dos Veadeiros, e nos deixou com gostinho de quero mais. Aprendemos que aqui há muita vida, muita natureza, que devemos preservar e admirar de forma correta.

Fomos fazer vários passeios, e percebemos que muitos aproveitam o famoso lago Paranoá para se refrescar. Já fomos algumas vezes ao Parque das Garças, que fica no Lago Norte, local perfeito para quem tem e gosta de cachorro. Nós realmente gostamos de animais, mas há pessoas que não tem a mínima noção de que o local deve ser preservado. Infelizmente sempre vemos lixo e fezes espalhados pelo parque, mesmo tendo sacos de lixo gratuito para o visitantes. O que é triste, é que esse tipo de coisa acaba prejudicando quem vai com os seus animaizinhos e seguem as regras.

Parque das Garças
Parque das Garças
Há alguns postes para quem quiser esticar sua fita de Slack line. Todas as vezes que fomos uma já estava montada.
Há alguns postes para quem quiser esticar sua fita de Slack line. Todas as vezes que fomos uma já estava montada.
Pôr do Sol no Parque das Garças
Pôr do Sol no Parque das Garças

Não sabemos se é por que estávamos “acomodados” com Curitiba, mas achamos que aqui ocorrem mais atividades. Sempre há shows gratuitos na Ermida Dom Bosco, eventos no parque da cidade, é sempre gostoso passear no Pontão do lago sul. Há muitos programas que envolvem esportes, o lago Paranoá, natureza, enfim, coisas que gostamos. E como sempre está sol e calor, é um pouco mais fácil se divertir.

Pontão do lago sul
Pontão do lago sul
Ermida Dom Bosco
Ermida Dom Bosco
Parque da cidade
Parque da cidade

O que não gostamos em Brasília?

Bom, vamos começar pelo atendimento, talvez algumas pessoas não gostem do que vão ler a seguir, mas é o que estamos achando até agora:

Sempre nos falavam (e você Curitibano, já deve ter passado por isso): Curitibanos são  fechados; Curitibócas; As pessoas não conversam direito, são frias. Até aí tudo bem, já estamos acostumados com isso.

Até nos avisaram antes de vir: O atendimento em Brasília não é bom. Sempre achamos o atendimento em Curitiba de boa qualidade, óbvio que sempre há exceção. Achávamos que não íamos estranhar, já que falam tanto dos Curitibanos.

Bom, chegamos aqui e, meu amigo, venha para Brasília e verá o que é conhecer pessoas fechadas! Aqui o atendimento ou é 8 ou é 80. Ou é muito bom, ou é péssimo, e em 70% das vezes é horrível.

Agora falando de custo de vida. Curitiba se tornou uma cidade cara, então não sentimos tanta diferença de gastos quanto a comida, restaurantes, mercados. Tem apenas duas coisas que sentimos bastante no bolso, uma é a gasolina, e a outra é o aluguel que é muito mais caro.

Estamos gostando muito da cidade, há mais pontos positivos que negativos. É difícil se adaptar ao calor e ao tempo seco, o Luiz está bem estressado com isso, mas aos poucos vamos nos adaptando a essa nova realidade. E que fique claro: Se você quer morar em Brasília, tenha em mente que passará calor.

Em breve postaremos um vídeo mostrando mais coisas da cidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: